Gisele Fap Fotografia

4º S – Suck / Sucção

“Existem dois tipos diferentes de sucção: a sucção normal, aquela realizada no seio materno para a obtenção de alimentos, e a sucção sem fins nutritivos, que são hábitos orais, tais como: sucções de chupeta, de lábios, dedos, bochechas .

A sucção, seja ela nutritiva ou não, está diretamente ligada ao fator emocional. Por meio da sucção, a criança alimenta-se, interage com o meio e satisfaz-se emocionalmente. Quando a sucção é natural, isto é, realizado no seio materno, onde uma série de músculos interage e auxilia no desenvolvimento do sistema estomatognático. ”
Fonte: Rev. CEFAC vol.9 no.1 São Paulo Jan./Mar. 2007, Motricidade Oral

Muitos bebês relaxam quando sugam. Sucção é um dos reflexos naturais do bebê.

Na questão de utilizar ou não a chupeta, não entrarei muito em detalhes, pois há diversas opiniões a respeito e ás vezes gera polêmica.
Alguns profissionais de nossa área (fotografia newborn) utilizam.
Pediatras: alguns são contra e outros a favor.
Algumas mães utilizam, outras não.
Eu não utilizo em minha sessão.

Alguns pediatras afirmam que o bebê pode ficar confuso com os bicos e até desmamar. Eu não sou pediatra, então não fico dando meus palpites sobre o que a mãe deve ou não fazer.

O bebê, após a mamada, se acalma. E não há melhor calmante do que o colo da mãe.
A maioria dos meus bebês, após a mamada, já estão dormindo.
Eu tenho um ritual comigo: começo os posicionamentos após ficar por volta de 10 minutinhos com ele em meu colo.
Quero que o bebê sinta a minha energia, assim, como eu a dele. É uma troca de energia. Estamos nos conhecendo, então, eu tenho esta necessidade de ficar aquele meu momento com ele. É como se eu tivesse, em pensamento, pedindo permissão para ele deixar eu fotografá-lo.

Eu acompanhei a sessão de uma mamãe, pediatra. Ela utilizou uma luva na própria mão dela e deixou seu bebê sugar seu dedo. Fui me informar a respeito desta técnica e descobri que é o mais correto fisiologicamente para o bebê. Quando não, deixe o bebê sugar sua própria mãozinha.

Nunca deixei os pais separados de uma sessão, acho fundamental todos estarem no mesmo ambiente comigo.

Mamães, desconfiem de qualquer profissional que possa pedir “gentilmente” que você aguarde na recepção.

Queridos fotógrafos (as), lembrem-se, somos encantadores de bebês e de registros, e não profissionais da área da saúde.
O que serve para mim, nem sempre será 100% correto para você.

Aqui estou compartilhando minhas experiências e, para mim, funciona assim.

Abraços!!!